Postagens de destaque:

Resenha - Amy & Matthew

4 de novembro de 2015

Olá gente! Enfim terminei de ler ao livro Amy & Matthew. Comentei várias vezes o quanto estava querendo terminá-lo mas estava sem tempo. Nesse feriado passei uns dias na praia e finalmente coloquei minha leitura em dia. 

Foto: Internet
Livro: Amy & Matthew 
Autor (a): Cammie McGovern
Editora: Galera
Páginas: 336
ISBN: 978-85-01-07018-0

Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa. À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou. E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... Exceto o que mais importa.
Amy e Matthew trata-se de uma história de dois adolescentes, ambos com problemas e grandes desafios. Amy nasceu com paralisia cerebral, ela não consegue dar muitos passos sem seu andador, seu corpo nem sempre corresponde a seus comandos, ela não conseguia se alimentar normalmente sem se babar, sua postura era torta, uma de suas mãos eram imperfeitas e seu único jeito de se comunicar era através de um aparelho. Desde o seu nascimento, sua mãe era extremamente protetora e quase sempre estava a seu lado. Mas mesmo com todas suas limitações, Amy sempre se mostrou muito inteligente e corajosa. 

Após o nascimento de Amy, sua mãe costumava registrar toda sua vida, e encaminhar seu boletim para todos os médicos e professores que haviam duvidado de sua capacidade. Desde seu nascimento, ela passava seus dias com cuidadores e não tinha amigos. Após teimar com sua mãe, conseguiu substituir seus cuidadores por colegas de classe de aula que estivessem dispostos ao cargo. A sua maior finalidade era interagir com os colegas e estar realmente preparada para enfrentar a faculdade.

Sua mãe sempre muito rigorosa em tudo o que se tratava a respeito dela, fez questão de analisar cada um dos novos auxiliares. Mas havia uma pessoa em especial que Amy gostaria de ter como seu auxiliar: Matthew. Numa aula ele fora muito sincero com Amy e não demonstrou pena alguma dela, e isso despertou sua atenção. 

Após selecionados, instruídos e contratados os auxiliares, assim como os outros, Matthew teve que aprender a passar seus dias com Amy. No início todos tiveram grandes dificuldades em se comunicar com ela, mas com o tempo aprenderam com suas limitações da mesma forma em que ela passou a aprender com todos eles.

Mesmo com sua bela aparência, Matthew era totalmente complexado e sofria com seu transtorno compulsivo. Havia uma voz dentro dele que repetia milhares de vezes para que ele lavasse as mãos 12 vezes, conferisse inúmeras vezes se as torneiras estavam fechadas, a contar os degraus das escadas, batesse na porta de seu armário e que lesse várias vezes as mesmas páginas do mesmo livro. 

Durante o convívio entre os dois, Amy começa a notar o estranho comportamento de Matthew e toma a iniciativa de lhe ajudar da mesma forma em que ele a ajudava. Mas o que ela não esperava era que fosse se apaixonar por ele - e ele por ela -. 

Quando comecei a ler ao livro, fiquei apaixonada por Amy e Matthew. Amy sempre fora muito brincalhona e espetar apesar de todas suas dificuldades e limitações. Já Matthew se mostrava cativante e sempre muito atencioso mesmo com todos os seus problemas. 

A autora Cammie McGovern sabe muito bem como prender seus leitores, a história flui naturalmente e não é nada cansativa. Mas infelizmente tenho alguns pontos negativos para a obra. Primeiramente, ainda estou em dúvida em relação a algumas coisas que aconteceram durante a história. Coisas que não se encaixaram perfeitamente. Outro ponto negativo, foi o de não sabermos quanto tempo passou de um acontecimento para o outro. Nossa única referência são os e-mails trocados entre os personagens e semestres do colégio/faculdade. 

Preciso confessar que o que me fez comprar o livro foi sua doce capa. Simples, porém, encantadora. Sou apaixonada por esse tipo de designe sem muitas informações, somente o necessário. Meus parabéns aos envolvidos da Editora Galera

E por fim, preciso registrar que esperava um pouco mais do desfecho da obra. No início ela me encantou de tal maneira, que cheguei a ficar escondendo o livro para não ler e chegar ao final, mas após alguns acontecimentos meio sem nexo fiquei decepcionada. Mas indico a todos aqueles que gostam de romances com uma pitada de verdade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Todos os direitos reservados. ©
Desenvolvido por Sofisticado Design.